2012/10/31

Pra não dizer que não falei de Halloween...



Sempre que tem um feriado ou comemoração especial, a internet vira aquele mural de pré-escola, quando a professora nos ensinava todas as datas importantes e tornava aquele dia o "Dia da Data", ela também decorava a sala de aula e pedia para irmos todos bonitinhos usando alguma caracterização ou fantasia (o que comigo raramente acontecia). Nas redes sociais, cada um tenta mostrar sua forma de "comemorar" tais datas. E o Halloween não ficou de fora.

No caso do 31 de outubro se criou uma segunda vertente de postagens, aquela que procura valorizar a cultura brasileira – comemorando o dia do Saci e exaltando outros monstros populares do Brasil ao invés das abóboras e Franksnsteins da vida (o último é britânico, mas tudo bem) – e, muitas vezes, criticar os que reverenciam a cultura americana do Halloween. Creio que o espaço é livre para qualquer manifestação, afinal, cada pessoa tem seu perfil e faz dele o que quiser... seguindo minha linha "emcimadomurista"!

O Halloween, na verdade, é uma tradição norte-americana, mas que surgiu a partir de um festival de passagem de ano da mitologia celta, o Samhaim, que era a época em que acreditava-se que as almas dos mortos retornavam a suas casas para visitar os familiares.

E como faz tempo que não entro nessas ondinhas de postar sobre a comemoração do dia, deu saudade. Então trago aqui uma história em quadrinhos do Chico Bento, na qual existe esse bairrismo em relação aos costumes de Halloween, ou no caso, Dia das Bruxas...

Confira o 1º capítulo de "Halloween na roça" (Maurício de Sousa):



Fonte: www.monica.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário