2012/09/11

Tetris, o mais vicioso dos jogos eletrônicos



Todo mundo, mas eu disse todo mundo, já deve ter jogado o jogo mais vicioso já inventado. O tetris é a junção do raciocínio lógico, noção de espaço e agilidade, e nele se vão horas e horas de treinamento do cérebro.

O tetris foi criado em 1984 por dois caras do Centro de Computadores da Academia Russa das Ciências, mais um estudante de 16 anos. A ideia foi de Alexey Pajitinov, que se baseou no pentaminó, uma espécie de dominó, mas com, obviamente, cinco partes e peças de diferentes formatos. Mas a versão eletrônica de Alexey é composta por tetraminós.


O tetris foi importante até para a consolidação econômica da União Soviética, além de ajudar na criação da instituição que regula o comércio de produtos eletrônicos, o tetris foi um dos primeiros itens de exportação, atingindo rapidamente um grande público que logo se viciou no quebra-cabeça eletrônico.  Mas até chegar a esse ponto, Pajitnov teve problemas. Ainda em criação, o jogo foi distribuído para os colegas da empresa, mas com medo de que estivesse desenvolvendo algo que se tornasse um vício, o criador destruiu as cópias em disquete, menos as que Dmitry Pavlovsky e Vadim Gerasimov já tinham em mãos. A partir daí começou a distribuição informal do jogo.


Um dos responsáveis por mundializar o tetris foi o húngaro Robert Stein, que não gostava de games, mas passou uma noite inteira jogando tetris, até que decidiu adquirir os direitos autorais e comercializar pela empresa inglesa Andromeda, que traduziu para o inglês e colocou trilha sonora, a primeira foi uma vinheta de "From Russia With Love", o segundo filme da franquia 007. Aí foi um passo para o jogo chegar na América e se tornar vício mundial.


Prestes a lançar o Game Boy - o pai dos mini games -, a Nintendo norte-americana, por meio do presidente Minoru Arakawa, vê o tetris como um carro-chefe para alavancar as vendas de seu console. Então, a Nintendo adquire os direitos russos do tetris e, definitivamente, o mundo inteiro estava viciado no joguinho.




O jogo passou por várias mudanças ao longo dos anos. Além dos gráficos, a inclusão de fases e cenários aumentou ainda mais a vontade de jogar o tetris. São milhares de versões mundo afora, mas as clássicas ainda são as mais procuradas pelos gamers. Ultimamente tenho jogado a versão para celular, o Tetris Pop (download a baixo), já virei o jogo, mas como todo viciado em tetris, começarei de novo.

3ª versão, ainda desenvolvida por Alexey:



Algumas versões em 3D:



Versão para celular:






A pior de todas as sensações quando se está jogando tetris:




Um comentário:

  1. Comprem com a japanexportinfo.com!
    Otima empresa entrega em todo o Brasil! Eu recebi produtos em minha casa e
    recomendo! www.japanexportinfo.com

    ResponderExcluir