2011/09/01

Reitoria da UFSM é ocupada pelo movimento estudantil


Atualizado às 17:00 do 2011/09/08.


Fotos e vídeos da ocupação!

Twitter da ocupação: @UFSMocupada


Entrada dos alunos na reitoria por volta de 13h30min.

No dia 1 de setembro de 2011, o Movimento Estudantil da UFSM se mobilizou em Assembleia Geral e decidiu por unanimidade ocupar a Reitoria até que o reitor Felipe Müller ouvisse as propostas dos alunos quanto a reformulação na educação, pedindo principalmente por educação de qualidade e melhoria na assistência estudantil.

Mais tarde os servidores realizariam uma assembleia, que também foi transferida para o hall da Reitoria, que já era ocupada pelos alunos. A assembleia aconteceu juntamente com os docentes e com o apoio do Movimento Estudantil, todos à espera do reitor Felipe Müller.

O reitor chegou e ouviu as reivindicações dos estudantes e servidores, respondeu às questões impostas e marcou uma reunião às 10h amanhã para receber todas as propostas que estão sendo postas em papel pelo movimento estudantil, que continua ocupando a reitoria.


Ocupação da Reitoria já em seu segundo dia (02/09/2011)

Hoje pela manhã houve novo encontro com o reitor, onde a ele foi passada a lista de reivindicações criada pelo movimento estudantil, prevendo pautas gerais e específicas para cada curso. Essa lista foi analisada pelo reitor juntamente com os diretores dos centros e pró-reitores, e no mesmo encontro foi marcada mais uma reunião para as 15h, para daí sim Felipe Müller expôr alguma posição por parte da Reitoria.

Depois de quase uma hora de atraso, como já é de praxe do reitor Felipe Müller, ele chega à reunião para analisar as pautas reivindicadas. Depois de algumas poucas decisões, poucas e inaceitáveis, ele disse que era impossível, devido ao tempo, analisar todos os pedidos dos estudantes, além disso, delegou algumas pautas aos diretores dos centros, as pautas específicas. E utilizando como desculpa para a fuga, o Reitor disse que teria que dar aula em seguida.


Então, o movimento decidiu por continuar com a ocupação da Reitoria, e uma assembleia está sendo realizada para decidir o rumo da manifestação. As propostas da Reitoria não atendem suficientemente os pedidos democráticos dos alunos.


A manifestação ganha força (05/09/2011)

Já estamos na segunda-feira, e já são cinco dias de ocupação da Reitoria da UFSM, e até agora nada de concreto foi tido como resposta do Reitor. No momento cerca de 500 pessoas ocupam o hall da Reitoria, que hoje teve sua porta fechada, fortalecendo a manifestação dos estudantes.

O Reitor está reunido em seu gabinete com uma comissão criada pelos estudantes, na qual estão sendo analisadas as propostas do movimento estudantil, e em breve ele irá descer para o hall, para explanar suas decisões. E como todos já sabem, se não houver uma decisão positiva aos interesses do movimento, a ocupação continuará.

Confira a carta de reivindicações do movimento.



Sexto dia de ocupação (06/092011)

Hoje o Reitor Felipe Müller se manifestou publicamente no Jornal do Almoço da RBS TV, juntamente com um representante dos estudantes ele respondeu às perguntas referente à ocupação da Reitoria, que já dura seis dias, sem nenhuma contra-proposta concreta por parte dos Reitores.

Estava marcada para às 16h uma reunião entre os pró-reitores e uma comissão de negociação dos estudantes, mas por telefone, os pró-reitores a adiaram para às 17h, mas nem assim os quase 300 estudantes que lotavam o hall da reitoria não arredaram pé da mobilização.


Às 17h, como combinado às pressas, os pró-reitores trouxeram até aqui uma carta com as contra-propostas, que deveria ser lida pelo próprio Reitor para os estudantes, mas de maneira evasiva ela foi passada à comissão de negociação, que agora está analisando a resposta da Reitoria para daí sim, explaná-las aos estudantes que estão aqui esperando há 6 dias uma resposta concreta.

Outra comissão do movimento estudantil se dirigiu ao prédio 74 (CCSH), onde se reunem com os pró-reitores que se recusaram a entrar na reitoria, como fora combinado nas coversas pela manhã. Após isso a carta será lida em assembleia para decidirmos se as contra-propostas contemplaram o movimento ou não.

Recebida a carta de contra-propostas os estudantes realizaram uma assembleia para analisar as pautas, reunidos em Grupos de Discussão eles analisam resposta a resposta a fim de tomar uma decisão quanto à permanência da mobilização ou à resposta positiva à carta da Reitoria.


Ocupação em seu oitavo dia (08/09/2011)


Hoje pela manhã a Reitoria publicou mais uma carta proposta aos estudantes, impondo algumas modificações nas pautas da carta anterior, mas nem essas modificações contemplariam as necessidades do movimento. Confira aqui as modificações na carta da Reitoria.

Após isso o movimento se reuniu em assembleia (FOTO) para ler as propostas dadas pela Reitoria nesse segundo momento. Propostas essas que contemplam parte do movimento, mas que não são suficientes para todos, como, por exemplo, a pavimentação das ruas das CEU's II e III. Nesta assembleia, foi deliberado por votação, continuar com a mobilização, até a contemplação total, ou mais significativa das pautas solicitadas pelos estudantes. E também foi decidido, por quase unanimidade, liberar o acesso à reitoria, que estava com suas portas fechadas há 3 dias, impedindo que os servidores entrassem pelo acesso principal, mas nunca impedindo o acesso total, pois as portas laterais continuavam livres.

Agora, a comissão de negociação dos estudantes se reune com os pró-reitores para definir os próximos atos de negociação, já que agora o acesso a reitoria está liberado. Caso isso não acontecesse até a tarde de hoje, a Reitoria encaminharia um pedido de reintegração de posse, como descreve no documento entregue para o movimento pela manhã.

Após a reunião com os pró-reitores foi marcado um encontro com o Reitor Felipe Müller amanhã às 9h, onde novamente o movimento estudantil reafirmará sua mobilização, mesmo após ter aberto as portas da reitoria, ato esse que só vem a ajudar nas negociações.

Fotos e vídeos da ocupação!









Nenhum comentário:

Postar um comentário