2011/09/01

Chile e Brasil Lutam Juntos Pela Educação


     Camila, a líder estudantil chilena participa de protesto da UNE em Brasília!


    Ontem a tarde a União Nacional dos Estudantes realizou uma manifestação em Brasília, a fim de defender, principalmente, o investimento de 10% do PIB na educação, com a melhoria das instituições de ensino e assistência estudantil. Mas o diferencial desta mobilização foi a participação da líder estudantil chilena, a jovem comunista Camila Vallejo, aos 23 anos, estudante de Geografia na Universidade do Chile.

Camila ao lado de Daniel Iliesc, presidente da UNE.

    O protesto da Marcha dos Estudantes também reivindica a redução imediata das taxas tributárias no país e o envio de 50% do fundo social do pré-sal para a educação. Os líderes da UNE participaram da sessão da Comissão dos Direitos Humanos da Câmara, em apoio à luta dos estudantes chilenos, que no mês de agosto viveram momentos de conflito com a polícia chilena para reivindicar seus direitos como estudantes. A UNE também participu de uma audiência pública na Comissão de Educação no Senado sobre o Plano Nacional de Educação.

     A presença da estudante chilena na manifestação dos estudantes brasileiros repercutiu bastante na mídia ontem, na minha opinião, muito mais pelo fato de que ela está sendo tratada por alguns como "Musa da Marcha Estudantil no Chile" do que pela real intensão, que é apoiar a luta da UNE. Obviamente a beleza de Camila é indiscutível, mas o motivo dela estar no Brasil, apoiando a UNE em sua causa, é por ela ter o conhecimento e pulso firme em relação à luta de sua classe no Chile.

     Palavras de Camila Vallejo: "A militância é algo que vai muito além do meu tempo na universidade, é um compromisso para a vida".

    Para saber mais sobre a participação de Camila frente à marcha estudantil chilena acesse o site oficial da UNE, onde ela concedeu uma entrevista a Rafael Minoro e Patricia Blumberg.


Fonte: UNE







Nenhum comentário:

Postar um comentário