2011/05/26

Jigaboo - Corre Corre



Jigaboo é uma banda paulista de rap, que fez muito sucesso na década de 90, principalmente em São Paulo, em função da divulgação do maior programa de rádio de rap do Brasil, o "Espaço Rap" da 105 FM.

"Corre Corre" é uma música de protesto da banda, e usa o refrão do sucesso "Polícia" do Titãs como base. Eu conheci a música através de um CD promo que fora enviado pra Rádio Universidade, há uns 7 anos venho escutando essa música e o tema utilizado está sempre atualizado, e pelo jeito sempre estará. A polícia corrupta que mata mais inocentes do que criminosos.



"Tava num carro importado
Com dois mano do meu lado
Policial parou, achou que era roubado
Saí calado apontado com as mãos pra cima
Ihh lá vem o cacetete sem vaselina
Nem depois disso me deixaram em paz
Reviraram todo o carro e não acharam o que tava atrás
O que que tem de estranho
Nunca viu dois preto e um branco
Isso daqui seria um perfeito assalto a banco ?
O meu negócio é fazer Rap irmão
Então, não tenho culpa se a música é de ladrão
Isso daqui tá me deixando louco
Levei um tiro que entrou por um ouvido e saiu pelo outro
Não sei aonde foi parar
Essa polícia mascarada como a Tiazinha do H
Tua sirene não me treme...
Eu entro no meu carro e tiro um racha com a PM

Polícia pá pá, pra quem precisa
Polícia para quem precisa de polícia
Polícia pá pá, pra quem precisa
Polícia para quem precisa de polícia
Polícia pá pá, pra quem precisa
Polícia para quem precisa de polícia
Polícia pá pá, pra quem precisa
Polícia para quem precisa de polícia

Mais uma vez ela veio como que num qué nada
Botou muito terror
Distribuiu muita porrada
Muito grito muito choro na vizinhança
A tropa do terror em forma de segurança
Vamo vê hoje quem vai ser o escolhido
Seja quem for tá fudido
Pegou o R.G. puxou a minha capivara
( Sai fora negão ) e o tapa rola na cara
Direitos Humanos cadê ?
Lei constituinte e essa porra dá velório no dia seguinte
Distruiu muita família
Assim que você ferra
Inocente abaixo de sete palmo de terra
Empurrou o flagrante ninguém pode fazer nada
Mandou mais um irmão pra gaveta gelada
Eu num vou cair na sua arapuca
Não, num vô ti dá sussego assassino filha da puta
 
Corre-corre o Jigaboo tá sendo procurado
Policial tentou seguir má foi atropelado
E ele acha que eu tava dentro do Opala
Por isso qui a minha roupa é a prova de bala
Eu tô com medo de ser confundido
Tem muito loiro de olho azul filho da puta que virou bandido
Sou contra qualquer tipo de problema um carioca da gema
Que é dificil colocar algema
Em Diadema num tava lá mais vi a cena
E não sei nem se esses cara tão cumprindo a pena
Ninguém segura essa raça que mata de graça
No fim do mês quem mata mais leva a taça
Parece caça e voceis o caçador
Tô vendo alguém me apontando no retrovisor
Oh por favor meu Senhor me proteja
Mais um policial querendo aparecer na Veja
 
Segurança pública recrutando mais
Jovens para o pelotão de Satanás
Eu tô puto da vida
Qualé, eu tô de saco cheio
Tá na hora de parar esse carro sem freio
Pobre, preto, puta primeiro
Policial te mata por causa do dinheiro
Apontou o .38 faltou com respeito
Pagando de Kojak
Pá, levô bala nos peito
Num teve papa na lingua
Num teve freio na boca
PM se fudeu
Pegou um porra loca
Nunca puxei cadeia, nunca meti os cano
Mas a Diretoria sabe o que eu tô falando
Jigaboo, Jigaboo negão do cabelo duro
Aí dona polícia eu num durmo no seu barulho
Antes que seja tarde
Antes que eu me esqueça
Tem muita bandeja querendo a sua cabeça

Polícia para quem precisa
Polícia para ela mesma
Assassino filha da puta
Ninguém vai caí na sua arapuca
Cuidado aí você do seu lado
Pode tar no seu carro importado
E o assassino pode chegar
Aí pá pá
Polícia para quem precisa
Polícia para a própria polícia"










Nenhum comentário:

Postar um comentário