2011/03/17

Sedex: 10, Nota: Zero



Hoje, por volta das 16 horas, enquanto eu esperava, com um amigo, outro amigo em frente ao prédio do INSS, em Santa Maria, na rua Venâncio Aires, um carro da agência dos Correios estaciona exatamente em nossa frente. Mas ele não estaciona de forma correta, com apenas duas manobradas o motorista pára o carro em cima, exatamente em cima, de uma área destinada aos cadeirantes, ali havia uma rampa, que seria inútil caso um deficiente físico chegasse, e precisasse utiliza-la, pois a rampa estava inacessivel.

Tentei alertar o motorista, mas com um ar alegre, ele ignorava, já comprimentando o guarda do INSS (supostamente amigos). Mas nada adiantou, foram quase 20 minutos em que dois funcionários do Correios ficaram dentro prédio do INSS, e que também ao mesmo tempo, a rampa de acesso dos cadeirantes à calçada esteve bloqueada.

O que custa andar apenas 1 metro para frente com o carro? Nada, não lhe custaria nada, mas para um cadeirante que precisasse se dirigir ao INSS, ou apenas subir à calçada, seria impossível "andar", pois esse 1 metro que o motorista dos Correios não andou lhe faria muita falta, lhe impedindo de subir a calçada.

Claro que esse meu post não vai adiantar de nada, mas é apenas uma forma de eu expressar minha indignação quanto à falta de respeito com os deficientes físicos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário