2011/01/18

”Use filtro solar...”



Essa frase parece um clichê, não é mesmo? Pois é, mas não a tome com tão pouca importância como eu a tomei semana passada.

Alguns esperavam chuva, mas eu não. Ao raiar do sol eu já estava acordado esperando e hora de me encontrar com alguns amigos para pegar a estrada, a pé, e entrar mato à dentro até encontrar uma trilha que deveria ser um programa legal para uma quarta-feira vazia, como tantos outros dias de férias da faculdade.

Encontramos a trilha, com certa dificuldade, mas nada que tirasse o ânimo daqueles que esperaram um dia ensolarado em outros verões para realizar tal atividade. Depois de achar a trilha, precisava-se achar algo que fosse em nossa frente desmanchando as tramas das aranhas que nos surpreendiam a cada passo mato a dentro. As aranhas não foram os únicos obstáculos vivos a tentar acabar com o nosso dia de aventura, haviam também umas abelhas enormes, bem maiores que aquelas que a gente encontra estampadas nos rótulos de potes de mel nos supermercados, e com o nosso descuido, acabaram picando dois de nós.

“Mas e daí, o que isso tem a ver com filtro solar? Além do mais, no meio da mata não tem sol.”

 Pois sim, foi essa mesma frase que eu usei para aliviar-me da tarefa de pôr o tubo de protetor solar na mochila, em meio a vários pedidos ignorados. A descida do morro, no qual nós fizemos a tão conturbada trilha, se deu por volta das 13 horas, ou seja, meio-dia no horário normal, o que todos já sabem, ou deveriam saber, é o pior horário do dia para exposição da pele ao sol.

Pois vejam, fiquei de molho na cama por três dias, esperando passar a febre, que melhorava e piorava periodicamente. As dores musculares seriam inevitáveis, mas a possível insolação que eu peguei, me trouxe prejuízos muito maiores, as noites mal dormidas, a dor na garganta, enxaqueca, além da incrível vontade de não se mover, a não ser se fosse para deitar no sofá. Por isso eu estou escrevendo este texto, para que de repente alguém que esteja planejando dar uma volta por ai no verão, seja no mato, no rio, na praia, no centro, onde for, pense bem antes de sair de casa, leva contigo o filtro solar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário